• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Onde comer em San Martin de Los Andes: as delícias patagônicas

09.11.2015

Não há nada melhor do que comer muito bem depois de um dia inteiro de esqui, né? 

 

San Martin é perfeita para isso: além de paisagens lindas, um Cerro muito legal e uma cidade charmosíssima, temos também excelentes opções de restaurantes! Dá para fazer uma refeição especial por dia! ;) 

 

No incrível Restaurante Caleuche

 

Uma boa dica é levar dólares para trocar no câmbio paralelo ou blue, como falamos no primeiro post sobre San Martin, se tiver a sorte que tivemos de trocar por uma cotação alta, irá aproveitar ainda mais os restaurantes da cidade. 

 

Como em outras cidades da Argentina, é costume os garçons levarem à mesa uma entradinha de pães assim que nos sentamos. Em San Martin, alguns cobraram pela cestinha, mas a maioria não cobrou.

 

#ficaadica Só não pode confundir a cestinha com o cubierto, que é uma taxa de serviço de mesa (que se paga além da gorjeta). Em Buenos Aires, quase todos os restaurantes cobraram pelo cubierto. Em San Martin, a maioria não cobrou. Vale a pena dar uma lida nesse post sobre o assunto!

 

Vamos às nossas experiências!

 

* Restaurante Caleuche, em Paihuen

Foi a nossa experiência gastrônomica mais especial da viagem! Era um dia atípico de inverno, com um céu azul que mais parecia de primavera - e isso foi fundamental para curtimos a vista de deixar qualquer um boquiaberto...Certamente está no nosso Top 10 momentos inesquecíveis ever :) 

 

Caleuche

 

Impressionantemente, não tínhamos nem ficado sabendo desse lugar antes de viajar..acho que poucos turistas conhecem. Com a indicação do hotel, pegamos um táxi (cerca de 70 pesos) e depois de 10 minutinhos chegamos no complexo Paihuen (um hotel super exclusivo cheio de cabaninhas lindas..a diária provavelmente é cara, mas dá pra sonhar por esse link aqui). 

 

Dentro desse complexo, existem dois restaurantes: o Wine Bar (bar com pizzas e vinhos) e o Caleuche (restaurante com a vista mais incrível que já vimos). Pedimos para o hotel reservar uma mesa (importante!) e desfrutamos de uma refeição inesquecível.

 

Experiência no Caleuche: melhor Cubierto da viagem, Ojo de bife, Truta e Crumble de sobremesa

 

O atendimento é impecável, a vista é fantástica e a comida sensacional. Tudo estava delicioso: destaque para a focaccia de vinho tinto que vinha na cestinha de pães, a cerveja Patagonia, a sobremesa de Crumble Invertido, enfim...vá que não irá se arrepender. Vale cada centavo. 

 Conta do Caleuche

 

Depois do almoço, ainda fomos andando para a Playa Catritre (confira aqui o post sobre essa linda praia), a uma caminhada bem fácil de cerca de 10 minutos do restaurante. Tiramos ótimas fotos, foi bem legal! 

Playa Catritre

 

* Doña Quela

Localizado em uma casa histórica e charmosa de San Martin, o restaurante tem ótimas massas caseiras. O atendimento foi ótimo e gostamos muito da comida! Pedimos massas recheadas (uma de ciervo e outra de cordeiro). Elas satisfazem bastante, por isso, achamos que a entrada que pedimos (uma provoleta) foi até desnecessária.

Cubierto, Provoleta e Massas Recheadas no Doña Quela

 

Continha do Doña Quela

 

* El Regional

Fomos com muita expectativa no El Regional. O restaurante é lindo, lindo, lindo. Mas só. O atendimento não foi bom, esperamos hoooras (mesmo reservando), e não achamos a comida nada demais. Pedimos uma Tabla de Ahumados (tábua com frios típicos da região) que não nos impressionou. Acho que o local é ideal para grupos de amigos, para ficar bebendo e petiscando. Como um casal, não curtimos muito. Gastamos 330 pesos (2 pepsis e uma Tabla pequena).

 

 

El Regional e suas famosas Tablas de Ahumados 

 

 

* Ku de los Andes

O Ku é um dos restaurantes de destaque da cidade. Talvez um dos mais caros também. O atendimento e o ambiente são excelentes. Apesar do Cubierto ser bem sem graça comparado com outros restaurantes que fomos, os pratos estavam bem bons. Não chegou a ser uma refeição mega especial, considerando o status do restaurante. No começo, sentamos numa péssima mesa com um calço solto que atrapalhou bastante o momento. Mas eles gentilmente nos trocaram de mesa e a experiência melhorou. O ojo a la pobre estava impecável e o ciervo con frutos del bosque muito bom! Engraçado que 90% dos que estavam no restaurante eram brasileiros! hehe Ah, tem que reservar! 

Ku de los Andes


* Pizza Cala

Fomos três vezes na famosa Pizza Cala! O local tem um ótimo astral, muito jovem e descontraído. Todo mundo sai da montanha e se encontra por lá...É tipo um point da galera hehe Gostamos muito das opções de cervejas, pizzas e empanadas. Só não recomendamos muito o calzone. As contas saíam numa média de 100 pesos (para algumas empanadas e uma cerveja de 1L, por exemplo). 

 

 Nossas muitas refeições no La Cala: pizzas e empanadas com uma cervejinha, yummy!

 

* La Tasca

Tivemos uma excelente experiência no La Tasca. Não reservamos, mas chegamos cedo e conseguimos uma boa mesa (tivemos sorte, porque lota!). O atendimento e o ambiente são ótimos. Pedimos um vinho que deixou tudo mais especial. A comida é realmente muito boa...A conta não sai super barata, mas nem tão cara. Vale a pena! Pedimos uma trucha com almendras que foi sensacional..dá água na boca de lembrar! Um dos melhores e mais saborosos pratos que provamos na viagem!

La Tasca

 

 Continha do La Tasca


* Posta Criolla

Pior experiência da viagem: o atendimento não foi legal e o vinho que serviram estava ruim (pedimos uma meia garrafa). Pedimos também o cordeiro patagônico para duas pessoas - não estava ruim, mas também não estava sensacional. Achamos o lugar bem mediano. Para quem quiser comer um cordeiro patagônico melhor do que esse, nos recomendaram dois lugares: o Piscis e o Ku de los Andes. 

 

 

 

Continha do Posta Criolla

 

* Dublin Pub

Paramos no Dublin só para tomar duas cervejas. Gostamos muito do ambiente! Lugar descontraído, ótimo para tomar uma geladinha e relaxar mesmo...Bem movimentado!

 

 Cervejas Lacar e Corona no Dublin

 

* Chocolates: Abuela Goye e Mamusia

A patagônia argentina tem ótimos chocolates. Em San Martin, os destaques são a Mamusia e a Abuela Goye. Prove o chocolate quente na Abuela Goye e traga chocolatinhos da Mamusia de lembrança ;)

 

Abuela Goye

Mamusia

 

* Café de la Plaza

Já cansados com o café da manhã do hotel, resolvemos tomar um café nessa lanchonete. Foi bem gostosinho..recomendamos!

 

 

* Comidas Típicas

Aproveite as várias lojinhas de comidas típicas para provar algumas das delícias da Patagônia. Além do chocolate e dos vinhos, existem vários ahumados (salames, queijos, trutas defumadas), geléias e chás de frutas silvestres. Nós compramos os nossos vinhos na La Cava e as comidinhas na Flambres e Quesos de la Montaña. 

 

 

* Cerro Chapelco 

Comer na montanha é sempre complicado porque as filas normalmente são grandes e os preços um pouco injustos. Nós comemos em dois lugares em Cerro Chapelco: no Refugio Graeff (Cota 1720) e no Antulauquen (Cota 1600). 


Este último tem muitas opções de pratos: pizza, hamburguer, crepes, asados (carnes na brasa) ou milanesas com batata frita (o que comemos). Acabamos dividindo a milanesa, porque era bem grandinha. O prato com dois refris saiu por 194 pesos. As filas no Antulauquen, apesar de grandes, andam rápido: é o lugar que enche mais na minha opinião, mas as pessoas comem rápido e a rotatividade é grande. Dá pra comer do lado de fora também, mas a vista não é tão bonita quanto no Graeff. 

 

Sentido horário: Eu no Graeff; Milanesa; Super Poncho; Waffles e Cervejas escuras


Comemos duas vezes no Graeff. A vista é linda e o lugar é bem menorzinho, então dá uma sensação mais acolhedora do que lá no Antulauquen. Também tem que esperar uma fila grandinha (na verdade, você coloca o nome numa lista de espera e fica esperando em pé..é meio chatinho, mas nada que uma cervejinha não ajude). No primeiro dia por lá, comemos empanadas, cervejas e um waffle de sobremesa. Foi a melhor refeição na montanha! As empanadas são bem gostosas, adoramos as cervejas escuras da Quilmes e da Stella e o waffle de doce de leite - sem comentários! No último dia que fomos não tinham mais empanadas :( Aí pedimos o Super Poncho, supostamente um super hot dog, que de super não tinha nada. Pelo menos a vista e o descanso nas perninhas sempre compensam...

 

Graeff: o Alan na fila, depois esperando com uma cervejinha e a vista do lugar

 

 Selfie no Graeff ;)

 

Existem outras opções de comida também na base do Cerro, como a Abuela Goye e um bar da Quilmes. No último dia de montanha estava tão quente que nem se via os vestígios da neve na basee. Deu até pra ficar de havaianas, acredita? 

Opções na base: Quilmes, Pipocas, Torino e Abuela Goye

 

Espero que tenham gostado das delícias patagônicas de San Martin de los Andes :)

 

Beijos, 

Corinne

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload