• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Onde comer em Santiago: do Pacífico à Índia

23.02.2016

Viajamos em

março de 2013

 

 

Vamos às nossas experiências gastronômicas por Santiago, começando pelas duas reservas que fizemos antes mesmo de sair do Rio:

 

* Majestic

 

Nosso primeiro jantar foi no Majestic, restaurante indiano localizado dentro do hotel de mesmo nome no centro da cidade (eles também tem uma filial do restaurante em Las Condes). Descobrimos a dica no Viajante Comilão e fizemos a reserva pelo site. 

 

Estávamos exaustos depois de um dia horrível, mas o Majestic nos pareceu um local tão especial que até renovou nossas energias. O ambiente é lindo, muito bem decorado, e com atendentes simpáticos. 

 

 Detalhe: decoração do prato

 

O clima super agradável é reforçado pela luz baixinha e a música ao fundo, deixando uma áurea tranquila e mística. 

 

Estávamos famintos. Assim que sentamos nos trouxeram esses biscoitinhos com gosto de curry - muito bons. Pedimos uma Cerveja Cobra para começar - deliciosa e diferente. 

 

Ambiente do Majestic, aperitivo e cerveja indiana

 

Pulamos a entrada e pedimos um prato cada. O Alan pediu o Ginga Masala (camarões com molho indiano picante) e eu pedi o Prawns Afgani (camarões equatorianos com molho de amêndoas e cardamomo). De acompanhamento um arroz de frango, Chicken Byriani, e o pão deles, o Butter Nan (excepcional!!!). Eu comeria esse pão todos os dias! haha

 

Os camarões também estavam deliciosos...Tudo muito memorável! Adoramos esse restaurante :)

 

 

O único problema foi um erro na conta -- e a gerência não soube muito bem solucionar porque não conseguiam extornar o valor (que saiu dobrado) no cartão de crédito. De qualquer forma, eles tentaram e nós relevamos porque a experiência no restaurante havia sido agradabilíssima e estávamos muito cansados para nos estressarmos.

 

 

*Astrid y Gastón


Nossas expectativas estavam altíssimas para comer no famoso restaurante do Chef peruano Gastón.

 

Fomos muito bem recebidos e tratados durante todo o jantar. Realmente, o atendimento é o diferencial. Tem opção de menu em português e os garçons são preparados para a total eficiência. O ambiente é silencioso, tranquilo, elegante. Gostei da cozinha que fica separada apenas por uma parede de vidro, deixando os cozinheiros à mostra.

 

 

Fachada do Astrid y Gastón

Ambiente com cozinha ao fundo

 

Para beber, começamos com uma cerveja Austral para o Alan e um Mojito para mim. Cerveja, boa, mojito, fenomenal! A estrela da noite! haha

 

Mojito 

 

Pedimos os camarões crocantes de entrada com molho de laranja. Gostoso...mas nada "uau, que sensacional"...E essa sensação se repetiu nos próximos pedidos. De prato principal, eu fui de Magret de Pato com Molho de Frutas do Bosque, e o Alan de Leitãozinho. Tudo gostoso, repito, executado de forma perfeita. Mas nada espetacular. O mesmo ocorreu com a sobremesa: torres de chocolate com espuma de doce de leite.

 

Camarões crocantes

 

O Pato

 

O Leitãozinho

 

A Sobremesa

 

Detalhe da Sobremesa: a torre de chocolate com espuma de doce de leite

 

Saímos com a sensação de termos comido bem, mas de termos gastado muito além da experiência que recebemos. Talvez esse não seja nosso tipo de restaurante, esse estilo clássico e tradicional - prefiro um ambiente mais alternativo, diferente, interessante (como o Majestic).

 

 

Acho que pelo preço o jantar deveria ter sido memorável e a comida deveria ter sido aquela que te deixa com vontade e água na boca depois de meses... É uma pena que não tenha sido assim.

 

 

 * Azul Profundo

 

Comemos no Azul Profundo no último dia de Santiago. Recebemos a dica do amigo do Alan, Vinicius, pelo Instagram. O restaurante fica em Bella Vista, mas não exatamente dentro do pátio.

 

Patio Bella Vista

 

A decoração é rica, cheia de detalhes no tema do oceano-piratas-fundo do mar. Infelizmente, o atendimento deixa a desejar. As atendentes são confusas, mas nada que estragasse o almoço completamente.

 

Ambiente & Decoração

 

De entrada, pedimos um ceviche - muito refrescante, mas nada super sofisticado.

Depois, eu pedi um polvo assado com batatas e o Alan um peixe Isla Negra, da Ilha de Páscoa, com molho de laranja. Ambos estavam deliciosos! A conta não foi barata, mas achei que valeu a pena :)

 

Ceviche

Peixe Isla Negra

 

Polvo Assado

 

* Concha y Toro WineBar 


Logo após a visitação e a degustação na vinícola Concha y Toro (veja o post aqui!),  resolvemos comer no restaurante ali dentro mesmo, outra dica do Viajante Comilão.

 

Estávamos com sono depois de tanto vinho e confesso que isso tirou um pouco da animação do momento. Pedimos dois Ragouts de Cordeiro com batatas. Gostoso, preço razoável  - eu diria que é um ótimo custo-benefício.

 

 

Ragout de Cordeiro

Aperitivos

 

Ambiente

* Urriola  

 

Procurávamos um lugar perto e tranquilo para o jantar da nossa primeira noite em Santiago. Fomos ali pertinho do hotel mesmo, em Lastarria, um pequeno bairro de ruas de pedras com vários restaurantes simpáticos pelas calçadas. Adorei Lastarria! ;) Muito agradável e muitas opções legais...

 

 Uma noite de lua cheia em Lastarria

 

Ficamos com vontade de ir no Patagonia Restobar, porque tínhamos ouvido falar muito bem dele em vários sites. Mas quando passamos, cerca de 23h da noite, já estava com a cozinha fechada.

 

 #Ficaadica: não vá muito tarde!

 

Procurando um lugar que ainda estava aberto, chegamos no patio de Lastarria. Lá as opções fecham mais tarde. Sentamos no Urriola, que nos foi recomendado pelo garçom do Patagonia, o mesmo que nos informou que a cozinha não estava mais funcionando. Sentamos numa mesa agradável e fomos razoavelmente bem atendidos.

 

De entrada, o show pirotécnico que é o provolone na chapa. Muito bom.

Depois, dividimos um cerdo com papas fritas e arroz cremoso. Bom, também.

Outro ótimo custo-benefício. Só não espere nada fantástico.

 

 

 

De entrada, o provolone fumegante

 

 

Cerdo com papas fritas e arroz cremoso

 

 

Pisco Sour: o famoso drink chileno

 

 * Verace


Nosso último jantar de Santiago também foi pertinho do hotel, mas ainda não em Lastarria.

 

Dividimos a pizza do Verace, pedimos uma com prosciuto crudo, e nos agradou bastante! Muito barata e com aquele gostinho bom de pizza à lenha.

Adoramos, mas esqueci de tirar foto (ops!)

 

Localização dos Restaurantes

Rosa: Majestic; Amarelo: Astrid y Gaston; Roxo: Azul Profundo; Verde: Verace; Azul: Urriola.


Alguns outros restaurantes que não fomos, mas que foram bem comentados pelos blogs e reviews:

  • Eclético Bar & Restaurant

  • Aqui esta Coco

  • Boulevard Lavaud

  • Zully

  • Santería

  • Del Cocinero

  • Liguria

  • Galindo

  • Esquina

  • Dublin

  • Patagônia Resto Bar

  • Emporio La Rosa

  • KY Resto Bar

  • Le Fournil

 

Espero que tenham gostado das dicas e que se deliciem com os restaurantes chilenos ;)

 

Beijos,

Corinne

 

 

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload