• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Santiago: um passeio pelo centro histórico

23.02.2016

 

 

Viajamos em

março de 2013

 

 

Em nosso último dia de viagem, fizemos um passeio pelo centro histórico de Santiago.

 

Mesmo com as ruas desertas e as lojas fechadas por conta do feriado (era semana santa!), conseguimos ver um pouco da cidade.

 

Cerro Santa Lucia

Começamos subindo o Cerro Santa Lucia. Pena que o dia estava muito nublado e não conseguimos ver as cordilheiras. O Cerro é bem bonito e seus jardins são bem cuidados.

 

 

Descendo pela Rua Santa Lucia, chegamos na estação de metrô de mesmo nome. Por ali encontramos a Biblioteca Nacional, a Iglesia San Francisco (que é um dos prédios mais antigos da cidade) e o pequeno bairro de Paris-Londres (encruzilhada dessas duas ruas que lembram um melancólico bairro europeu).

 

Paris - Londres

Iglesia San Francisco

 

Palacio La Moneda

Pegamos o metrô até a estação La Moneda

Andamos um pouco e ali estava o simbólico Palacio La Moneda, alvo dos ataques e bombardeios durante o golpe de 1973 e o local da morte de Salvador Allende.

 

Palacio La Moneda

 

Tiramos algumas fotos e seguimos pela grande Avenida Bernardo O'Higgins até a esquina com a Paseo Ahumada e Estado: duas das mais importantes ruas do centro de Santiago. Esse pedaço do centro é perfeito para caminhar e fazer compras, pois a rua é fechada para os carros e repleta de lojas. Por ali, escutei que montam uma feirinha às 11:00, mas nós não a achamos, talvez por conta do feriado não montaram a feirinha nesse dia. 

 

Palacio La Moneda

 

Entramos num tradicional Café Haiti - café servido em balcões por garçonetes vestindo minúsculos vestidos. 

 

Café Haiti - o famoso café con piernas 

 

Plaza de Armas

Seguimos até a Plaza de Armas, uma das principais praças da cidade que reúne ao seu redor a Catedral, a Prefeitura e o Museu da Cidade de Santiago.

 

Entramos rapidinho na Catedral e tiramos algumas fotos da praça. Gostei dessa escultura, mas em geral, achei a praça suja, com muitos mendigos e não tão interessante. Tinham vários ladrõeszinhos à espreita também - cuidado!

 

Plaza de Armas

 

Por ali, conseguimos trocar dinheiro numa casa de câmbio #ficaadica: a Calle Agustinas é famosa por suas casas de câmbio.

 

Mercado Central

Já estávamos um pouco cansados de andar e resolvemos pegar o metrô até o Mercado Central. 

 
Achei o mercado interessante, mas é uma pena que os garçons sejam tão insuportáveis!!! Eles te param todo segundo tentando te puxar para comer em algum dos restaurantes ali de dentro - o que, por sinal, eu super desaconselho: programa caro e pega-turista (deixe para comer bem em Bella Vista ou em Lastarria, veja o post dos restaurantes que fomos aqui).

 

Mercado Central 


Ficamos tão irritados com os garçons que nem conseguimos tirar fotos direito da vasta variedade de peixes e frutos do mar expostos.

 

Patio Bella Vista

Pegamos o metrô para almoçar no Patio Bella Vista. Vale muito a pena dar uma passada lá :) É lindo, arrumado, sem garçons chatos e com várias opções bacanas de restaurantes - tem de tudo: desde o tradicional pub Galindo até restaurantes como o Azul Profundo e o Banandiaran. Alguns desses restaurantes não estão propriamente dentro do Patio, mas em volta.

 

Nós escolhemos o Azul Profundo, dica do amigo do Alan, Vinicius, via Instagram. Adoramos !

 

 

Cerro San Cristobal
Subimos a rua em direção ao Cerro San Cristobal - o ponto mais alto da cidade. A famosa La Chascona, casa do escritor Pablo Neruda, é logo ali. Para visitá-la, é necessário fazer a reserva pelo site. Nós não fizemos a reserva e acabamos não visitando a casa.

 

No percurso para o Cerro, muitos garçons tentaram novamente nos parar. Irritante...

 

Chegamos ao Funicular que nos leva até o topo do Cerro. Não se esqueça de comprar o bilhete de ida e de volta ;) Há a possibilidade também de visitar o Zoo que fica na metade do caminho.

 

O dia continuava nublado, o que deixou a vista da cidade sem graça :( Acho que só vale a pena para ver as cordilheiras num dia de céu claro.

 

Cerro San Cristóbal

 

À noite, anotamos duas opções de bairros para visitar: Providencia e Lastarria. 

 

Lastarria ficava do ladinho do hotel em que estávamos e é uma delícia para caminhar e escolher um dos vários restaurantes fofos para comer. Se resume basicamente nessa pequena rua de pedras chamada Victorino Lastarria. É o lugar perfeito para sentar e tomar um vinho. Só não funciona até muito tarde...

 

Providencia, por sua vez, é totalmente diferente. É um bairro grande, reduto da classe média, com várias lojas e restaurantes (comemos no Astrid y Gastón por lá). Na noite que fomos, também estava super deserta e as lojas todas fechadas...

O ideal é caminhar entre as estações de metrô Pedro de Valdivia e Los Leones (linha 1 - vermelha).

 

 

Mapa da Região Central de Santiago

 

Legenda:

  • Linha Laranja: Calle Lastarria e Merced

  • Linha Rosa: Passeio do Palácio La Moneda até o Cerro San Cristobal (passando pela Plaza de Armas e o Mercado Central)

  • Linha Verde: Alamedas Ahumada e Estado (grande concentração de lojas)

  • Linha Amarela: Calle Agustinas: boa para câmbio de pesos

  • Linha Azul: Passeio entre o Cerro Santa Lucia, a Biblioteca, a Iglesia San Fransciso e o bairro Paris-Londres.

  • Linha Roxa: Patio Bella Vista

 

Espero que tenham gostado dos relatos e até a próxima viagem! :)

 

Beijos,

Corinne

 

Imã dessa viagem:

 

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload