• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Bate e Volta de Bolonha: Toscana no inverno!

28.02.2016

 

Como Bolonha é uma cidade relativamente pequena, decidimos fazer um bate e volta no nosso terceiro dia por lá. Tínhamos pesquisado bate e voltas de Bolonha e existem várias opções, já que a cidade é bem central.

 

Acabamos optando por um bate e volta meio forçado (já que não é tão pertinho assim) para a Toscana. Tivemos muitas dúvidas: será que não ia ficar puxado? Será que a Toscana no inverno é legal?

 

Essa é a Toscana que vimos no Inverno! 

 

Roteiro do bate e volta

 

Escolhemos apenas duas cidades na Toscana, já que a distância de Bolonha era um pouco longa. O ideal é que um bate e volta não demore mais de 2 horas em cada pernada, senão fica muito cansativo. 

 

San Gimignano e Siena foram nossas eleitas para esse dia de exploração toscana. Durante a pesquisa, foram as duas cidades que mais nos encantaram.

 

Duomo de Siena, Piazza del Campo em Siena e Piazza della Cisterna em San Gimignano

 

Primeiro, iríamos a San Gimignano, depois passaríamos em Siena, calculando duas horas para ficar em cada cidade. 

 

No entanto, elas não tinham fácil acesso à trem, por isso, decidimos alugar um carro. 

 

Foi uma escolha acertada! O carro te dá uma liberdade incrível, e só por causa dele que conhecemos Montalcino, uma cidade que não estava no roteiro original, mas que lá no meio da estrada resolvemos incluir na programação.

 

 241km de Bolonha até Montalcino

 

-- E sério: eu sou super a favor de planejamento e acho que a base da viagem deve ser muito bem organizada, maaas...são justamente esses desvios não programados, essas pequenas surpresas no caminho que marcam a nossa experiência ;)
 

Alugando o carro na Hertz de Bolonha

 

Alugamos pela internet no site da Hertz mesmo. O planejado seria ir em San Gimignano e depois partir em direção à Siena.

 

Tivemos um pouco de dificuldade para achar a Hertz. Isso porque não há uma loja da Locadora. Ela fica num balcão dentro do hotel Millen (Via Boldrini 4). Enfim, perdemos uns 20 minutos. Nada demais...

 

É esse o hotel Millen. Fica perto da rodoviária. Repara na bandeirinha amarela ali da Hertz

 

Estávamos preparados para um bate e volta forçado, sabe? Iria durar o dia inteiro e passaríamos pouco tempo nas cidades, mas decidimos que éramos o que estávamos a fim de fazer e fizemos! E posso dizer com certeza que foi incrível, valeu muito a pena! Cansaço? Claro que sim! Mas o que vivemos compensa, com certeza!

 

 

Saímos de Bolonha bem cedo (umas 8h) em direção a San Gimignano no "nosso" Fiat 500. O GPS é imprescindível e funcionou perfeitamente durante todo o caminho. Sem erro!

 

 

Partiu!

 

 

Saindo de Bolonha com o GPS a todo vapor!

 

O caminho saindo de Bolonha em direção à San Gimignano é, em grande parte, o mesmo que se faz em direção à Firenze/Florença. Então, basta seguir as placas...

 

Mudaram as estações:

 

Do branquinho dos Apeninos ao verde das colinas toscanas

 

Essa viagem vai ficar guardada pra sempre em nossas memórias. Se já não fosse a Itália, ainda demos sorte com o tempo. Neve quando queríamos neve e sol quando deveria haver sol. Foi assim! Saímos de Bolonha e cruzamos a Cordilheira dos Apeninos. Os Apeninos estavam branquinhos, cheios de neve....um friiiiio (a gente gosta hehe)!

 

 

A paisagem estava tão bonita que resolvemos parar na estrada e tirar umas fotos.

 

 

 

Descendo os Apeninos a paisagem mudou completamente, o sol abriu de uma forma que chegou a #doeroszoio hehe Sabíamos que tínhamos chegado na Toscana.

 

Ciprestes: Árvores tradicionais do visual da Toscana

 

Seguindo a estrada, Toscana adentro

 

Pela janela: primeiro a neve, depois o verdinho!

 

Com certeza posso afirmar, a Toscana vale a pena em qualquer época do ano! Pode ir sem medo...a experiência é única!

 

 

Continue acompanhando nos próximos posts como foi nossa passagem por cada uma das cidades da Toscana nesse nosso bate e volta!

 

Beijos,

Corinne

 

Imãs dessa viagem:

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload