• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Meu Roteiro: Viagem de Final de Ano pela Itália em 10 dias

13.03.2016

 

Vocês já sabem que adoramos viajar no final do ano né? Gostamos do inverno, do frio, de passar o Reveillon em algum lugar diferente. A Europa encaixa muito bem, na nossa opinião, com esse tipo de viagem. Apesar de ser época de festas, o frio afasta alguns turistas, então o preço não sobe tanto dependendo do destino. O ponto negativo é que muitas coisas ficam fechadas entre o natal e o ano novo e, quanto menor a cidade, mais você será prejudicado por isso. 

 

Com tudo isso em mente, não pensamos duas vezes quando vimos uma super promoção de passagem para Milão para nosso Reveillon de 2014. Pensamos: vamos comprar logo e depois decidimos o roteiro ! Hehe

 

 

 

Dicas iniciais

 

Já falei algumas vezes que o ideal é entrar pelo primeiro país/cidade do roteiro e sair pelo último né? Mas, nesse caso, como visitamos poucas cidades e ficamos em um país só, isso nem atrapalhou tanto.

 

Depois de pesquisar em vários blogs, logo decidimos que queríamos muito conhecer a região da Emilia Romanha. Uma região ainda pouco explorada pelos brasileiros, mas que guarda muitas cidades interessantes, com muita história, cultura e gastronomia apuradíssima. 

 

Existem várias regiões interessantes para se visitar nessa época do ano na Itália, como Piemonte (perto de Milão e Torino), ir esquiar na região de Cortina d'Ampezzo, viajar de carro pela Toscana ou explorar o Vêneto (Veneza, Verona). Enfim, a Itália tem infinitas possibilidades de roteiro, o que até deixa difícil escolher quais as cidades alvo.

 

 

 

Minha dica: se preocupe com os deslocamentos na hora de escolher as cidades. Os trens são muito práticos e baratos e com eles você consegue conjugar diferentes regiões da Itália e as grandes cidades. Se quiser viajar só de carro, limite a região visitada e conheça as cidades menores. 

 

Tente ficar pelo menos três dias nas grandes cidades. Eu não recomendo aqueles roteiros de vinte cidades em dez dias - a Itália é muito intensa culturalmente, cada lugar vai ter mil coisas para olhar, entender, apreciar - por isso, acho melhor ficar mais tempo e conhecer menos cidades. 

 

Outra dica é sempre incluir alguma cidade pequena no seu roteiro. Pelo menos para mim, são essas que guardam os maiores segredos ;) 

 

 

Tempo e Deslocamento

 

Ficamos dez dias na Itália sem contar os dias de viagem e conhecemos 6 cidades. Viajamos no dia 23/12 e voltamos no dia 2/1. 

 

Pegamos um frio razoável (uma média de 5 a -5 graus). A época de festas atrapalhou um pouco nossa estadia em Milão, pois pegamos muitas coisas fechadas. 

 

  Nosso carrinho no meio da estrada entre Bolonha e Toscana 

 

A maioria dos nossos deslocamentos foram de trem. Compramos ainda no Brasil pelo site da Trenitalia. Com dois a um mês de antecedência, conseguimos tarifas promocionais, como a de Milão a Bolonha que custou apenas 9 euros

 

A dica é comprar o trem Freccia (frecciarossa, frecciabianca e frecciargento) que são os trens de alta velocidade da Trenitalia. Os trens regionais são lentos e nem sempre têm lugares para se sentar. Além disso, não recomendo sites como RailEurope para comprar as passagens - geralmente são mais caras do que se compradas diretamente no site da companhia de trem.

 

Para fazer o bate e volta para a Toscana alugamos um carro na Hertz (175 euros a diária).

 

 Montalcino

 

O Roteiro

 

No final das contas, fizemos um mistureba e decidimos conhecer cidades de quatro regiões distintas da Itália: Lombardia (Milão); Emilia Romanha (Bolonha); Toscana (Siena, San Gimignano e Montalcino) e Vêneto (Verona). 

 

Verona entrou no roteiro por ser a cidade com o Reveillon (ou capodanno em italiano) mais animado. Por isso, deixamos ela por último. 


Milão, Lombardia


Quanto tempo: 3 dias 

Como nos deslocamos: chegamos em Milão com um vôo Alitalia que partiu do Rio e fez escala em Roma. Na cidade, nos deslocamos principalmente de metrô.

Onde ficamos: Nos hospedamos na casa de uma amiga, Iolanda, na região de Porta Venezia (não é no centro histórico, mas ainda é central e bem perto do metrô)

Destaques da viagem: basicamente só o Duomo mesmo, que é imperdível. De resto, a cidade não nos encatou tanto.

A furada: comer na Rinascente no Obikà, foi caro, frio e nada demais. 

Valeu a pena: Só valeu a pena porque visitei meus tios. A passagem pela cidade não foi tão interessante: quase tudo estava fechado, estávamos com pressa e não curtimos tanto o estilo megalópole-cinza de Milão

 

~ Leia mais sobre Milão ~

 

 

Bolonha, Emília Romanha

 

Quanto tempo: 3 dias 

Como nos deslocamos: chegamos de trem Trenitalia vindos de Milão (pagamos apenas 9 euros) e depois nos deslocamos sempre à pé

Onde ficamos: Nos hospedamos bem no bololô da Via Indipendenza no excelente Hotel Metropolitan

Destaques da viagem: andar pelos pórticos, pela Piazza Maggiore, comer no San Silvestro in cantina, fazer compras na Via Indipendenza, simplesmente sentir o clima jovem e descontraído dessa cidade interessantíssima

A furada: ter andado até a Universitá di Bologna (é legal, mas não vale o deslocamento até o outro lado da cidade); ter passado por um bequinho onde nos ofereceram drogas (mesmo assim nos sentimos seguros em Bolonha)

Valeu a pena: Muito ! Ainda não entendo como a cidade é tão subestimada pelos brasileiros. É um destino cheio de surpresas positivas, muita história, muita cultura e muita, mas MUITA, comida boa! Voltaria fácil!

 

~ Leia mais sobre Bolonha ~

 

 

San Gimignano, Montalcino e Siena, Toscana

 

Quanto tempo: 1 dia

Como nos deslocamos: Alugamos um carro e fizemos um bate e volta desde Bolonha até essas três cidades na Toscana

Onde ficamos: não dormimos por lá

Destaques da viagem: San Gimignano por si só, ter incluído Montalcino de última hora e comer em uma cantina qualquer no meio de Montalcino (despretensioso, autêntico e delicioso!)

A furada: Siena (não porque não gostamos da cidade, mas estávamos tão cansados que curtimos pouco o momento) 

Valeu a pena: Sim, mas recomendaria um bate e volta menos cansativo para aproveitar mais!


~ Leia mais sobre o nosso Bate e Volta na Toscana ~

 

 

Verona, Vêneto

 

Quanto tempo: 3 dias 

Como nos deslocamos: Chegamos de Bolonha por trem Trenitalia (também foi baratinho) e por lá andamos tudo à pé também

Onde ficamos: Nos hospedamos do lado da Piazza Bra em uma super localização no Hotel Milano (o hotel foi apenas razoável, mas cumpriu o propósito pela localização)

Destaques da viagem: quase tudo, a cidade foi muito encantadora. O Reveillon por lá foi um momento mágico, poder ver os fogos iluminando a Arena e depois ver as luzes da Piazza delle Erbe..simplesmente lindo!

A furada:  arrastar as malas da ferroviária até o hoitel - as ruas de pedrinhas atrapalharam muito !

Valeu a pena: Com certeza. A beleza da cidade nos surpreendeu. A cada esquina se via uma igreja, um monumento, um terraço florido que fazem de Verona uma cidade super romântica.

 

~ Leia mais sobre Verona ~

 

 

Com certeza essa foi uma das melhores viagens que fizemos. O equlíbrio entre o número de cidades, o tempo e a forma como nos deslocamos foi ótimo, o que deixou a viagem menos cansativa e muito interessante. Eu sou suspeita para falar sobre a Itália por que gosto demais. Além de cidades interessantes com muita coisa histórica e cultural para ver, foi um destino de fartura gastronômica !

 

 

-- Veja mais posts sobre a Itália ~

 

 

Beijos, 

Corinne

 

Imãs dessa viagem:

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload