• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Meu Roteiro: Madrid no Ano Novo em 4 dias

22.03.2016

 

Para nós, o Reveillon é um momento marcante: é fundamental passar com boas energias e melhor ainda se for em um lugar novo! Em 2013, já estávamos quase no começo de Dezembro quando compramos correndo as passagens para Madrid! Não tínhamos muito tempo de viagem e nem pensamos muito antes de comprar, só queríamos passar o Reveillon em algum lugar especial - e o destino não nos decepcionou ! Antes mesmo de voltar já estávamos planejando nossa volta pra lá !

 

 

O Roteiro

 

Quanto tempo: 4 dias 

Como nos deslocamos: chegamos em Madrid com um vôo direto Iberia que partiu do Rio. Na cidade, nos deslocamos principalmente de metrô.

Onde ficamos: Nos hospedamos no ótimo Hostal Art Madrid, pertinho de tudo e um excelente custo benefício !

Destaques da viagem: o Mercado de San Miguel - fomos umas três ou quatro vezes e amamos. O Bate e Volta para Segovia também foi marcante.

A furada: Ter subestimado o frio no primeiro dia (5 graus pareciam tranquilos, mas não são brincadeira não!). 

Valeu a pena: Demais! A viagem foi curta, tranquila, sem perrengues e muito proveitosa. Adoramos a cidade, a comida e o Reveillon.

 

 

-- Madrid: A Plaza Mayor e os Mercados --

 

 

 

 

 

 

Como chegamos na cidade

 

Fomos de Iberia, em uma passagem nem tão barata assim, e nossa experiência foi bem confusa - deixa eu explicar melhor: a ida foi a pior possível, mas a volta foi incrível. Parecia que tínhamos viajado em duas companhias aéreas diferentes!

 

No voo da ida, o avião estava sujo, as atendentes foram grosseiras, não tinha tevezinha individual e as cadeiras eram muitos desconfortáveis. Para se ter uma ideia, vimos até uma barata! E mais, consertaram uma parte interna do avião com silver tape antes de decolarmos. Um desastre.

 

Adianto logo que a volta não poderia ter sido melhor. A comida estava fresca e deliciosa, o avião estava uma pérola de limpo, o staff educadíssimo e solícito e, além da tevezinha individual com várias opções de filmes, tínhamos até tomada para o celular na poltrona. Como é possível experiências tão opostas, não é?

 

Chegando em Barajas

 

 

 

Tempo e Deslocamento

 

Chegamos às 11hs no Aeroporto Barajas - excelente, organizado, um aeroporto impecável.

 

Você não precisa nem sair do aeroporto para pegar o metrô! Quando chegar na bilheteria, não perca tempo na fila do balcão de informações e bilhetes turísticos (a não ser que queiram comprar os bilhetes turísticos de 1 dia, 3 dias, etc).

 

No metrô do aeroporto até o Hostal

 

Para comprar bilhetes unitários ou o abono de 10 bilhetes, dirija-se à máquina. Você pode pagar com dinheiro ou cartão. Para entrar e sair do aeroporto, é preciso pagar um suplemento de 3 euros. Devido a nossa curta estadia, escolhemos comprar o abono de 10 bilhetes por 18 euros (incluindo o suplemento para sair do aeroporto). No último dia, para voltar ao aeroporto, nós ainda tínhamos dois tickets de metro sobrando. Usamos para ir até Barajas e lá, antes de sair do metrô, existem máquinas em que você pode comprar apenas o suplemento para conseguir sair da estação.

 

"Selfie" no metrô hehe

 

Para uma estadia curta e estando no centro da cidade, eu aconselho comprar apenas o abono. É muito mais simples: caso falte, compre mais bilhetes unitários. Você verá que a parte turística da cidade é pequena e se faz tudo a pé. O metrô não me pareceu tão necessário.

 

 

~ Madrid: A Gran Vía e os Museus ~

 

 

Onde ficamos

 

Achamos o Hostal Art Madrid pelo sempre confiável Booking.com. Nos pareceu um ótimo custo-benefício pela localização e comentários (4 diárias somaram 310 euros já com taxas). O hotel era simples, mas nos surpreendeu. A começar pela equipe (Gracias Helen e Celia!) muito gentil e amigável.

 

 

Hostal Art Madrid

 

Nos deram até uma mini cava no reveillon :D É pequeno, mas aconchegante e limpo. A localização definitivamente é o forte do hotel. Fizemos TUDO andando. Estava a 5 minutos da Plaza Mayor, da Puerta del Sol e da Gran Vía. Muito comércio e um metrô a 2 minutos. A única coisa que senti falta foi o Frigobar. Mas eles deixaram que guardássemos nossa Cava na geladeira deles, então até isso foi resolvido ;) Adoramos e recomendamos fortemente a todos!

 

 

-- Tapas y más tapas: o que comemos em Madrid ! --

 

Bate e volta para Segovia 

 

Pegamos um dia do nosso roteiro para fazer um Bate e Volta em Segovia.

Escolhemos a cidade por ser menor que Toledo, portanto, menos turística. Queríamos algo leve e foi exatamente o que planejamos. Um destino tranquilo, não muito cheio, mas muito interessante. O destaque fica para o Aqueduto romano super antigo que corta a cidade e também o Conchinillo, espécie de leitãozinho da região, que comemos no excelente restaurante José María.

 

 

 

Madrid foi inesquecível. Recomendo a cidade de olhos fechados. É relativamente pequena, não muito cara, tem um clima descontraído e uma ótima gastronomia. Aproveite os museus, os mercados e boa viagem !

 

 

-- Clique aqui para ver todos os posts da Espanha --

 

 

 

Beijos, 

Corinne

 

Imãs dessa viagem:

 

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload