• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Londres: a "NYC" da Europa

27.03.2016

 

 

 

Três dias em Londres

 

 

Estava ansiosa para conhecer Londres! Quando saí de casa, a minha mãe falou: "Londres vai ser a cidade que vocês mais vão gostar". E não é que ela estava certa? haha

 

Londres é impressionante. A cidade respira o novo, o moderno, mas ao mesmo tempo tem um toque sofisticado e clássico. Posso dizer que eu moraria em Londres fácil fácil ;]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Três símbolos de Londres em uma foto: cabine telefônica, o big ben e o ônibus vermelho 

 

Câmbio

 

A única coisa desagradável da cidade é a moeda. É uma facada no coração a conversão para libra. Prepare-se para perder um dinheirinho...Nós trocamos os euros nessa casa de câmbio dentro de uma galeria, perto da estação de metrô Victoria Station. Tente trocar em lugares que a comissão for de 0%.

 

 

 

 

 

 

Como chegamos na cidade

 

 

Nós chegamos em Londres de Paris, via Eurostar pelo Canal da Mancha. A viagem foi cara e menos glamorosa do que eu esperava haha

 

Nem senti que estávamos debaixo d'água também. E é muito rápido o trecho debaixo d'água! Não dá aflição nem nada (ainda bem!).

 

Saímos de Gare du Nord em Paris e chegamos em St. Pancras/King's Cross (Harry Potter feeelings). Até onde eu sei, é uma das únicas viagens de trem dentro da União Européia que fazem você passar pelo controle de passaporte. Mas é muito tranquilo.

 

Estação de trem em Londres - um sonho né?

 

 

Tempo e Deslocamento

 

Ficamos três dias em Londres - deu pra ter um gostinho, mas é claro que não é suficiente ! Ficou muita coisa legal de fora do nosso roteiro. Temos que voltar, com certeza ;)

 

Já em Londres, garantimos logo o nosso Oyster Card, cartão de metrô essencial para circular pela cidade.

 

 

Londres é uma referência em transportes. O metrô é mesmo eficiente e exemplar. É fácil encontrar vários guias pelas estações prontos para te ajudar. E eles ajudam mesmo! Inclusive, encontramos um que falava português! Ele tinha uma plaquinha "Eu falo Português" hehe Muito maneiro!

 

 

 

 

Como turista, a sensação que tive é de estar acolhida o tempo inteiro: em todo o lugar que você vai existem placas de informação, mapas, alguma forma de informação ou auxílio ao turista. Enfim, impossível se perder em Londres (claro que isso dentro da área turística né hehe)

 

Mapas, mapas, mapas...e plaquinha com direito a tempo de andança ;)

 

 

Onde ficamos

 

Nós ficamos em Pimlico, bairro perto de Victoria. Alugamos a nossa casinha via AirBnb, site especializado em aluguel por temporada. A ideia é muito interessante, vale a pena pesquisar. Não só esse site, mas vários já estão explorando esse mercado - dá tanto para você acomodar pessoas em sua casa, como para se hospedar na casa de várias pessoas pelo mundo.

 

Em termos de custo-benefício, valeu mais a pena que um hotel. Você vai pagar menos e ter aquela experiência mais local (até porque na Europa os preços são caríssimos e os hotéis muitas vezes caindo aos pedaços...).

 

 

O bairro em que ficamos é muito residencial, mas central. Conseguíamos fazer tudo a pé, apesar de não ser tão movimentado como outros bairros da cidade. Ele é conhecido por essas casinhas branquinhas, muito lindas. Achei legal ter ficado por lá, mas na próxima eu ficaria em Soho, bairro mais agitado, cheio de lojas e restaurantes.

 

 

O que vimos

 

Big Ben & Parliament

 

Logo de cara quando chegamos na cidade, fomos andando até o Big Ben. Não é à toa que é um dos símbolos mais famosos de Londres: ele é lindo! Os detalhes dourados do relógio são incríveis.

 

 

Logo à frente, atravessando a Westminster Bridge, vemos a London Eye, roda gigante montada à beira do Rio Tâmisa. O passeio é legal, mas optamos por não ir pelo custo-benefício. Achei o preço salgadinho (17 libras) para a pouca vontade que tínhamos de ficar na fila hehe Mas só acho que valha a pena se o céu não estiver fechado também. Existem vários tipos de bilhete, você poder conferir os tipos e preços aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imperial War Museum

 

Continuamos atravessando a ponte e o Tâmisa, até chegarmos nesse museu. O Alan adora a história das guerras, então estávamos animados para conferir os tanques e aviões, etc. Mas encontramos o museu em reforma e essa parte não estava aberta à visitas...

 

 

No entanto, nos deparamos com uma exposição muito marcante sobre o Holocausto que valeu demais! É incrível.. super informativa e interativa. Mas vá com disposição e estômago. Eu quase vomitei e chorei várias vezes. 

 

 

 

Palácio de Buckingham & St. James Park

 

Famoso pela marcha dos guardinhas. No dia que fomos, não teve. De qualquer forma, o palácio é lindo por fora. O passeio de lá até o St. James’ Park é muito agradável. Os parques de Londres são maravilhosos! Rendem fotos lindas...

 

 

 

Leicester & Trafalgar Square

 

Nesse dia, ainda fomos andando até a Leicester Square & Trafalgar Square, famosas praças da cidade. Você vai acabar passando eventualmente por elas. Na última, tem um museu importante, o National Gallery (que não fomos, porque optamos pelo British Museum).

 

 Registrando a chuvinha tradicional de Londres

 

 

 

Picadilly Circus

 

Já Piccadilly Circus é como se fosse a Times Square de Londres (um pouco menos extravagante hehe). Essa área toda é incrível para compras. As ruas Oxford Street, Regent Street e Carnaby Street são super movimentadas, cheias de lojinhas e restaurantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Destaque para a Primark, loja de departamento fast fashion mais barata que já entrei! Ah, outra loja imperdível é a Lillywhites, são uns 6 andares de tudo o possível e imaginável em termos de esporte. Tem muita coisa a preços bons! E o Alan comprou essa bota, ótimo preço!

 

  

Chinatown & Soho

 

Ali pertinho, estão quase que misturados os bairros de Chinatown e Soho. Vale a pena passear por toda essa região. Observe as vitrines das lojinhas estranhas e alternativas e pare em um dos vários Pubs para tomar um bom pint geladinho...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Covent Garden

 

Esse mercadinho é demais! Várias lojinhas de antiguidade, roupas e coisinhas pra comer, além de um Jamie Oliver e um Shake Shack. Mas impossível mesmo é ir em Covent Garden e não experimentar os Ben's Cookies! Não cometa esse erro, esses cookies são muito bons! hehe 

 

 

Portobello Road

 

No nosso segundo dia de Londres, fomos na Portobello Road, rua que abriga uma feirinha super famosa. É muito legal, apesar de termos ido em um dia com pouco movimento. No sábado ferve! É bom ir cedo...

 

Por lá, tem a Poundland (uma loja em que tudo custa apenas uma libra). Dá pra comprar várias besteirinhas! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alan feliz com a Poundland hahaha :D

 Tudo por 1 libra!

 

 

British Museum

 

É o museu mais democrático que já fui. Incrível não só pelo seu acervo, mas pela acessibilidade. Além da entrada ser de graça, eles fazem várias visitas guiadas de graça também! O clima do museu é muito legal e eu adorei o fato dele não ser gigantesco! Conseguimos ver bastante coisa sem cansar (tipo o oposto do Louvre hehe). Destaque para a Pedra de Roseta e a parte do Egito Antigo (foi o único museu que eu fui que consegui ver os sarcófagos com os ossos dentro e até raio x!)

 

Detalhes do Brit Museum: Moai da Ilha de Páscoa; a Pedra de Roseta e os Sarcófagos com raio x e tudo!

 

 

Tower Bridge

 

Depois, ainda demos uma passadinha na Tower Bridge. Pena que estava chovendo muito na hora - aliás, quando não choveu em Londres? Hahaha A chuvinha fina é persistente e eterna...Não esqueça de levar seu guarda chuva! 

 

 

Para finalizar mais esse post gigante, duas curiosidades que vimos andando pela rua: 

 

Indicações de onde olhar antes de atravessar a rua

A foto tá torta, mas vale: lembrancinhas para celebrar a chegada do bebê real! 

 

 

Beijos,

Corinne

 

Imã dessa viagem:

 

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload