• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Ushuaia

27.09.2012

 

Viajamos em

Agosto de 2011

 

 

Depois de Buenos, partimos para Ushuaia - conhecida como El Fin del Mundo.

 

 

A viagem é mais longa do que a do Rio para Buenos. Pegamos um avião da Austral, empresa parceira da Aerolíneas Argentinas.

A viagem foi bizarra - para dizer o mínimo. Eu já não fico muito confortável no avião, mas ver as molas saindo do estofado da cadeira e uns fios pendurados foi demais pra mim.

 

 

Avião Fokker da Austral - foto da internet

 

Para piorar, ainda sentamos do lado da turbina (detalhe: ela ficava colada na fuselagem, e não na asa...) mais barulhento impossível!

 

 O aeroporto de Ushuaia é um caso à parte. Muitíssimo pequeno, o trabalho de pouso não é para qualquer piloto. A pista, além de cheia de neve - e ainda estava nevando na hora! - só fica visível a poucos metros do chão. Confesso que deu nervoso! Você só vê a neve caindo, muitas nuvens e, do nada, o avião toca o chão!

 

 

 

Chegando, fomos direto ao nosso hotel, a Hosteria Foike, com o traslado fornecido pela própria Hosteria. Escolhemos esse hotel por causa do custo-benefício. Ele é limpo, bonitinho e com preço razoável. Tinha ótimas críticas sobre o café da manhã e o excelente atendimento do Luis.

 

 Hosteria Foike - foto da internet

 

O único inconveniente é que para ir e voltar da San Martin - rua principal da cidade - se tem que passar por uma ladeira. Se você estiver muito cansado, opte por um táxi - é tão barato e fácil que não considero um problema. Dos hotéis próximos a San Martin é o mais barato. Vale muito a pena. Tenho que ressaltar que o atendimento do Luis realmente é um diferencial! Ele está sempre presente e disposto a ajudar :) 

 

 

 Ushuaia é uma cidade fascinante!

 

Apesar do lado turístico de Ushuaia ter começado a ser explorado recentemente, já conta com uma boa infraestrutura de hotéis, restaurantes e opções de lazer em geral. Certamente a inauguração de Cerro Castor em 1999 tem tudo a ver com isso.

 

Mas que fique claro: Ushuaia não é só uma cidade na base de uma estação de esqui. Na verdade, Ushuaia, além de ser uma cidade muito interessante, tem também uma estação de esqui - o que consideramos ser um verdadeiro achado para aqueles que querem unir o esporte a uma viagem com diversos outros atrativos.

 

Ela consegue reunir diversos tipos de públicos diferentes, que procuram as mais variadas atividades, tanto no inverno como no verão, desde passeios de barco no Canal de Beagle, a passeios de trenó com cachorros pela neve e o conhecido passeio do trem do Fim do Mundo.

 

O único passeio que nos interessou mesmo foi o do barco - ele chega perto dos glaciares e você consegue ver vários animais - mas em agosto, o inverno estava no auge e a chance de curtimos esse passeio e realmente vermos os animais era mínima.

 

Nosso principal objetivo mesmo em Ushuaia era esquiar em Cerro Castor :)

Cerro Castor está a aproximadamente 30 minutos de carro de Ushuaia.

É interessante notar que a cidade, que está ao nível do mar, fica muito próxima da montanha. Esquiar no nível do mar é, com certeza, para poucas cidades no mundo.

 

 

Transfer até Cerro Castor

Daqui do Rio, tivemos várias dicas de Transfer (Traslado da cidade até Cerro Castor).

O hotel nos recomendou uma empresa (não lembro o nome) que cobrava 50 pesos por dia. Nos fóruns, achamos outros dois serviços que cobravam 45 pesos por dia.

 

Um deles é o Mario Miraglia (Cel: 02901 15 60 9607, Tel: 02901 435 488, E-mail: mariomiraglia@hotmail.com). O outro é o Pepe (transportespepe@hotmail.com). 

 

Trocamos e-mails com os dois e acabamos fechando com o Pepe. Apesar de ser um cara com jeito meio malandreco assim, ele cumpriu com o combinado. Uma vez, nos acompanhou até a farmácia quando precisamos.

 

 

Tivemos muita sorte em Cerro Castor, porque logo na semana que fomos, nos deparamos com uma promoção "Esquie 4 dias, Pague 3".  Melhor impossível !

 

Como era a nossa primeira vez, achamos melhor fazer umas aulas também. Sério, isso fez toda a diferença. Eu recomendo muito para quem está começando. Com as aulas, você aproveita e rende muito mais. No final da viagem, quem diria, eu consegui descer uma pista vermelha e o Alan chegou a descer uma pista preta.

 

 

Estação Cerro Castor

A estação é perfeita para iniciantes como nós. Muitas pistas fáceis, pouca gente, quase nada de fila...O visual é lindo, os lifts são bons, as pessoas educadas. O material de ski que alugamos na estação é novo e em perfeitas condições. Realmente, não tenho nenhuma crítica negativa sobre Cerro Castor. Adorei tudo e voltaria lá com certeza!

 

Beijos, 

Corinne

 

Ímãs dessa Viagem:

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload