• Instagram ícone social

Instagram | @meupontodepartida

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros e Dicas de Viagem

Meu Ponto de Partida Blog Roteiros de Viagem
  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Dois dias na impressionante Amsterdam (Parte 2): a Museumplein

05.04.2016

 

 

Segundo dia em Amsterdam

 

Já no nosso segundo e derradeiro dia, acordamos cedo com a missão de conhecer algum museu. Sabíamos que pelo tempo curto, não conseguiríamos sequer fazer o ciclo básico da cidade. Uma personalidade como Van Gogh, por exemplo, faz merecer uma visita ao seu próprio museu (Van Gogh Museum), que apresenta muito mais do que só sua vida artística, mas de sua vida como um todo. Ainda há os não menos famosos Amsterdan Historish Museum, o Mauritshuis, o Escher in het Paleis e, se bobear, outros que a gente não sabe.

 

 

 

Rijksmuseum

 

 

Escolhemos o Rijksmuseum por ser o museu que nos passaria uma visão mais completa de tudo que os Países Baixos podem oferecer em termos culturais -  e olha que, definitivamente, não é pouca coisa! O acervo desse museu é gigantesco e lá poderíamos conferir algo de Rembrandt, Vermeer e, claro, Van Gogh, além de outros tantos pintores e artistas. A sua estrutura é do mesmo construtor da Estação Central de Amsterdam.

 

Por falar em museu, Amsterdam tem um distrito inteiro deles, que se chama Museumplein.


Então, voltando ao nosso alvo, o Rijksmuseum é um museu fantástico! Não deixa nada a dever para os mais famosos Louvre, British Museum ou o Museu do Prado.

 

 

Um pouco do que vimos lá dentro: Pistolas de Napoleão perdidas em Waterloo, Monet, Rembrandt e Verspronck 

 

 

 

 

 

 

Esse é o Museumkaart. Para quem vai visitar vários museus, vale a economia. Para mais info clique aqui! Na foto o de um casal de amigos que encontramos no Rijks!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com certeza você já viu foto de muita gente nessa placa ! Ela fica ao lado do Rijksmuseum.

 

 

 

Museumplein

 

Museumplein é lindo, florido e com vários detalhes. Lá estão localizados três dos principais museus de Amsterdam, o Rijks, o Van Gogh Museum e o Stedelijk Museum (Arte Moderna), além da sala de concerto Concertgebouw.

 

 

Girassóis na Praça dos Museus lembrando Van Gogh

 

Ao fundo a Concertgebow - sala de concerto

 

Stedelijk - O Museu de Arte Moderna

 

 

 

 

Tentativa frustada na Casa de Anne Frank

 

Ficamos muito tempo no Museumplein. Infelizmente não deu tempo de ir no Voldenpark que parece ser muito bonito e é ali pertinho. Isso porque ainda tínhamos algo que gostaríamos muito de ter visto: saímos de lá diretamente para o Centro para visitar a Casa de Anne Frank.

 

A história da casa pode ser triste, mas definitivamente é algo que gostaríamos de ter vivenciado. É sobre a história de uma família judaica que viveu escondida naquele lugar durante a ocupação alemã na segunda guerra. Vale saber um pouco mais da história. Mas quando chegamos lá, olha a fila! 

 

 A casa fica à direita. 45 minutos daqui pra frente, mas ainda tinha muita fila para trás

 

E agora, José?? Fica na fila e bate cartão em mais um ponto chave ou vamos bater perna e aproveitar nosso tempo conhecendo mais do cotidiano da cidade? Pensamos duas vezes, mas resolvemos dar meia volta...

 

Como já dissemos, dois dias é muito pouco. Tiveram muitas coisas que não pudemos ver. Algumas delas pareciam ser muito interessantes. Vou colocar foto de duas, mas tem muito mais coisas. Por esse site dá pra ter uma ideia melhor do todo.

 

Centro de Ciência NEMO

 

Museu Marítimo Nacional

 

 

Não dá pra sair de Amsterdam sem levar uma lembrança para os amigos. Um lugar tão divertido, bonito, organizado e inovador não merece lembrancinhas com características diferentes. Que tal aquela balinha de maconha para os amigos do trabalho? hehehe #polêmica

 

 

 Esse pirulito de maconha (que é completamente legal e não tem nada de maconha) fez sucesso! 

 

 

 

Aeroporto Schiphol

 

Pra fechar, tínhamos que pegar nosso voo de volta para Roma (de onde saía o vôo de volta ao Rio). O aeroporto de Schiphol é um detalhe à parte. Nunca fomos em um aeroporto tão maneiro. Ele, inclusive, é considerado uma referência em design e funcionalidade. Obra dos arquitetos Benthem e Crouwel. Chegamos de trem a partir da Estação Central da cidade (4,40 euros o bilhete de trem).

 

 

 

Arquibancada? Detalhe para o escorrega e para as tomadas de celular (e a minha cara boba hehe)

O wifi é grátis e funciona mto bem!

 

Ilustrações incríveis do Escher pelo aeroporto

 

Amsterdam é absurdamente interessante! É claro que todos esses destinos clássicos têm o seu valor, senão não seriam tão famosos, mas Amsterdam, de todos os lugares que passamos, é aquele que, inclusive, dá vontade de morar, sabe? Os serviços públicos funcionam tão bem (só a saúde que é paga e não é tão barato - mas funciona!), as pessoas são tão educadas e o povo não é daqueles frios.

 

Enfim, saímos com a certeza de que voltaremos

 

Quer saber mais sobre os Museus de Amsterdam?

> Super recomendo esses posts da Juliana, do Blog Turistando.in, nosso parceiro !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijos,

Corinne

 

Imãs dessa viagem:

 

 

 

Please reload

Autora | Corinne Sciortino

Formada em Direito e com vocação para viajar pelo mundo ! Minha obsessão é provar as mais diversas gastronomias, me perder pelos destinos e sempre sonhar com as próximas viagens.

Espero que goste de acompanhar as minhas andanças por aí.

 Continue lendo... 

Please reload